IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Adultos nos EUA têm menos dinheiro para férias e lazer

Luke Mcgrath

14/08/2019 07h40

(Bloomberg) -- Os norte-americanos, atolados em dívidas e diante dos sinais de desaceleração da economia, têm evitado férias caras e atividades diárias de lazer.

Uma nova pesquisa do Bankrate revelou que 42% dos norte-americanos decidiram não tirar férias no ano passado por causa do custo. Quase um terço disse que agora é mais difícil gastar com férias do que há cinco anos, embora 26% tenham dito que agora possuem mais condições de tirar férias. Mais de dois terços dos adultos nos Estados Unidos deixaram de fazer uma atividade recreativa devido ao custo em algum momento no ano passado, segundo o estudo.

É compreensível. Com as tensões comerciais, economistas projetam uma probabilidade de 35% de que o país entre em recessão nos próximos 12 meses. A dívida estudantil dos EUA supera US$ 1,5 trilhão. Quase 40% dos norte-americanos avaliam a economia como "não tão boa" ou "ruim".

Metade dos entrevistados disse que as atividades que deixaram de fazer eram, antes de tudo, muito caras ou não tinham um bom preço, enquanto 43% disseram que não tinham dinheiro suficiente depois de pagar as contas do dia a dia. Cerca de 41% responderam que queriam poupar para outras coisas.

Pessoas com filhos foram as que mais renunciaram às atividades de lazer. Mais de 75% das pessoas com filhos menores de 18 anos relataram ter deixado de fazer uma atividade, contra 66% dos que não têm filhos.

A pesquisa on-line entrevistou mais de 2.500 adultos nos EUA em julho, com números ponderados para serem representativos de todos os adultos no país.

Mais Economia