PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Empregos e carreiras

Bancos globais anunciam quase 50 mil demissões em 2019

Nicholas Comfort

15/08/2019 07h11

Bancos em todo o mundo anunciaram mais de 48.500 demissões este ano, sob o impacto da economia mais frágil. Os cortes de empregos foram maiores na Europa, onde bancos se preparam para a continuidade das taxas de juros negativas que afetaram os lucros nos últimos cinco anos.

O problemático Deutsche Bank, da Alemanha, encabeça a lista com um plano para eliminar 18 mil empregos até 2022, ou quase 20% de sua força de trabalho. Mas o espanhol Santander, os britânicos HSBC e Barclays e o francês Société Générale também planejam demissões. O italiano UniCredit avalia cortar até 10 mil empregos, disseram pessoas com conhecimento do assunto, mas esses números ainda não foram incluídos no total global de demissões anunciadas.

O número total de demissões no setor bancário ao redor do mundo provavelmente é ainda maior, porque alguns bancos estão reduzindo as operações sem divulgar o impacto bruto. Além disso, há cortes de empregos em andamento que foram anunciados antes deste ano, mas ainda precisam ser concluídos.

O que é preciso para os juros caírem de verdade no Brasil?

UOL Notícias

Empregos e carreiras