PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

BlackRock quer mais conversas sobre meio ambiente com empresas

Annie Massa e Kelly Gilblom

28/08/2019 15h47

(Bloomberg) -- A BlackRock quer passar mais tempo com as empresas para falar sobre mudanças climáticas.

A gestora de recursos está realizando mais reuniões cara a cara para pressionar o setor corporativo sobre os riscos climáticos, segundo o relatório de "stewardship" da empresa divulgado na terça-feira. Embora quase metade da comunicação da BlackRock com as empresas sobre o clima em 2017-2018 tenha consistido no envio de cartas a executivos e diretores jurídicos em negócios intensivos em carbono, agora a maioria dessas interações ocorre em reuniões presenciais.

Ao mesmo tempo, o número de empresas que a BlackRock discutiu tópicos específicos sobre o clima caiu para 207 nos 12 meses encerrados em junho em relação a 232 no relatório do ano passado.

Os riscos das mudanças climáticas e destruição ambiental estão no radar de gestores de recursos, particularmente aqueles que possuem ações de empresas por meio de produtos indexados. A administração de investimentos pode representar um equilíbrio delicado para gestoras como a BlackRock e Vanguard Group, que estão entre as maiores acionistas de empresas em todo o mundo. Com uma equipe de 45 pessoas, o grupo de "stewardship" da BlackRock tem a tarefa de conversar com quase 1.500 empresas sobre riscos que podem afetar seus negócios, como a crescente ameaça de um planeta em aquecimento, composição do conselho e consequências da epidemia de opioides nos Estados Unidos.

A BlackRock não quis aderir a certas iniciativas relacionadas ao clima com outras gestoras de ativos, como o Ação Climática 100+, um grupo de investidores que administra US$ 34 trilhões, disse a empresa com sede em Nova York. A BlackRock afirmou no relatório que tenta evitar iniciativas que "possam causar confusão" ou duplicar seus próprios esforços.

--Com a colaboração de Emily Chasan.

Para contatar a editora responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Annie Massa em N York, amassa12@bloomberg.net;Kelly Gilblom em Londres, kgilblom@bloomberg.net