IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Agronegócio


Produção de açúcar deve cair para menor nível em 14 anos

Isis Almeida e Fabiana Batista

29/08/2019 10h32

(Bloomberg) -- Com as usinas brasileiras focadas no etanol, a produção de açúcar na principal região produtora do país deve cair para o nível baixo em 14 anos.

O dado é da influente associação de produtores Unica, cuja estimativa para a atual safra 2019-20 no Centro-Sul é de queda de 5,7% em relação ao ciclo anterior, para 25 milhões de toneladas, o menor volume desde 2005-06, segundo pessoas com conhecimento do assunto, que não quiseram ser identificadas porque a informação é confidencial. O grupo planeja apresentar a nova previsão a um comitê do governo que monitora a oferta de etanol.

As usinas têm priorizado a produção do biocombustível depois que supersafras de açúcar da Tailândia à Índia criaram um superávit global, o que levou à desvalorização dos preços. Os contratos futuros do açúcar bruto negociados em Nova York acumulam queda de cerca de 50% em relação ao pico de 2016, o que desafia produtores que enfrentam um superávit e subsídios que ajudaram usinas indianas a exportar mais.

Os números dão aos traders a primeira visão sobre as perspectivas da associação, que não publicou nenhuma previsão para a temporada, optando apenas em atualizar o governo sobre suas estimativas.

A Unica não quis comentar.

As usinas devem esmagar 578 milhões de toneladas de cana nesta temporada, cerca de 1% a mais do que no mesmo período do ano passado, disseram as pessoas. O teor de açúcar na cana deve cair 3,2% em relação ao ano anterior.

Para sua estimativa, a Unica considerou a moagem, a produção e a produtividade publicados até a primeira quinzena de agosto, disseram as pessoas.

Para contatar a editora responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Isis Almeida em Londres, ialmeida3@bloomberg.net;Fabiana Batista em Sao Paulo, fbatista6@bloomberg.net

Agronegócio