PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Solução de bilionário para crise de refugiados: contratá-los

Ezra Fieser

29/08/2019 07h29

(Bloomberg) -- Hamdi Ulukaya, um imigrante turco que usou um pequeno empréstimo para criar a marca de iogurte mais vendida nos Estados Unidos, tem um plano para resolver a grave crise mundial de refugiados: contratá-los.

Durante uma viagem à Colômbia, onde se reuniu com líderes empresariais e migrantes venezuelanos, o bilionário fundador da fabricante de iogurte grego Chobani disse as empresas têm a responsabilidade de ajudar a resolver a emergência global dos refugiados.

"O principal é contratar, um emprego", disse em entrevista em Bogotá. "Para um refugiado, isso é crucial. É nesse ponto que percebe que sua vida pode continuar."

Ulukaya, de 46 anos, demonstra seu apoio com ações. A Chobani tem uma política de empregar refugiados em suas fábricas nos EUA, e o empresário tem destinado grande parte de sua fortuna pessoal para a Tent Partnership for Refugees, uma instituição de caridade fundada por ele. Desde então, Ulukaya viaja para recrutar líderes empresariais com o objetivo de fazer pressão para que considerem os refugiados na hora de contratar.

"É bom que as empresas façam parte disso", disse. "Porque daqui a cinco ou dez anos, as pessoas vão questionar: 'O que você fez sobre isso? Por que você não fez parte disso?'"

A Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) estima que a população mundial de pessoas deslocadas à força, que inclui refugiados e outros migrantes, tenha aumentado quase 70% na última década, para cerca de 71 milhões.

Cerca de 4 milhões de venezuelanos fugiram de uma crise econômica e humanitária em sua terra natal. Aproximadamente 1,4 milhão foi parar na Colômbia, um país de 49 milhões que pediu ajuda a doadores internacionais para conseguir arcar com os crescentes custos.

Iniciativa na Venezuela

Ulukaya disse que um número "significativo" de empresas dos setores de bens e serviços com operações na América Latina concordou em aderir ao programa para ajudar migrantes venezuelanos na Colômbia, com emprego e outras iniciativas. Os empresários anunciarão os projetos em setembro, em Nova York, para coincidir com o primeiro dia da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Criado em uma família de produtores de leite na Turquia, Ulukaya comprou uma fábrica fechada da Kraft Foods no norte de Nova York e lançou sua empresa em 2007, usando um empréstimo da Administração de Pequenas Empresas dos EUA. Ulukaya transformou o iogurte Chobani em uma marca popular nos EUA, onde é o iogurte número 1 em vendas, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

A empresa de capital fechado tem enfrentado desafios nos últimos anos em meio à queda das vendas de iogurte grego e aumento da concorrência.

Mas as vendas mostram melhora em 2019, e a receita anual é de cerca de US$ 1,5 bilhão, informou a empresa. Por enquanto, Ulukaya disse que não vê necessidade de abrir o capital da Chobani. O executivo prefere se concentrar no lançamento de produtos "em categorias onde nunca estivemos antes", sem detalhar os produtos ou o cronograma.

"Não sou contra um IPO", disse. "Só preciso fazer isso pela razão certa e na hora certa."

O patrimônio líquido da Ulukaya é estimado em US$ 1,34 bilhão, de acordo com o Índice de Blionários Bloomberg. Em 2015, o empresário se juntou à campanha The Giving Pledge, popularizada por Bill Gates e Warren Buffett, e prometeu doar a maior parte de sua fortuna pessoal para acabar com a crise global de refugiados.

--Com a colaboração de Sophie Alexander.

Para contatar a editora responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net