PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

JPMorgan diz que investidores 'esnobam' ações de energia

Joanna Ossinger

26/09/2019 08h02

(Bloomberg) -- Chegou a hora das ações do setor energia brilharem? O JPMorgan Chase acha que sim.

O setor de energia dos Estados Unidos é o grupo de ações do S&P 500 com o segundo pior desempenho este ano, com alta de 5,3%, enquanto o índice amplo acumula ganho de 19%. Isso apesar de o setor de energia ser o queridinho de analistas de Wall Street, receber atenção de alguns investidores asiáticos e votos de confiança de firmas como Morgan Stanley Wealth Management.

Dubvrako Lakos-Bujas, o analista do JPMorgan que escreveu a nota em 26 de setembro, renovou a recomendação de abril para comprar ações de exploradores e produtores de energia.

"A complacência dos investidores em relação à energia é desconcertante", disse Lakos-Bujas. "O mercado deve atribuir um prêmio estrutural ao complexo de ações de petróleo, sendo que o Oriente Médio atualmente é uma caixa de explosivos."

O posicionamento, a confiança e os valuations do setor estão em níveis muito baixos no momento, disse o JPMorgan. Fundos sistemáticos estão underweight em petróleo e os investidores institucionais "o abandonaram", afirmou o relatório. Isso apesar do fato de as compras de executivos do setor estarem no pico do ciclo, com bons anúncios de recompra e dividendos altos.

Aspectos "técnicos favoráveis, melhora dos fundamentos com estabilização do ciclo de negócios e tensões geopolíticas contínuas no Oriente Médio podem ajudar a redirecionar os fluxos para esse setor odiado e barato universalmente", disse Lakos-Bujas.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net