PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Inventor do Viagra capta recursos para testar terapias com AI

Amy Thomson

16/10/2019 10h26

(Bloomberg) -- A Healx, empresa britânica que usa inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) para rapidamente identificar e desenvolver tratamentos para doenças raras, levantou US$ 56 milhões para financiar seus ensaios clínicos e pesquisa de medicamentos.

A empresa planeja usar os recursos para testar terapias para a síndrome do X frágil, uma das principais causas de autismo que não possui tratamentos aprovados, e desenvolver seu portfólio de medicamentos, segundo comunicado. A empresa de capital de risco Atomico liderou a rodada, enquanto antigos investidores, como Balderton Capital e Amadeus Capital Partners, também participaram.

A Healx planeja outra rodada de captação nos próximos 18 a 24 meses. Depois, o plano é realizar uma oferta pública inicial, disse David Brown, cofundador e presidente do conselho da empresa, em entrevista. Representantes da Healx não quiseram comentar sobre o valuation da empresa.

Brown trabalhou como químico na Pfizer, onde sua equipe inventou o Viagra, um medicamento para pressão arterial que foi quase cancelado antes de os pesquisadores perceberem que também poderia tratar disfunção erétil. Da mesma forma, a tecnologia da Healx tem como objetivo encontrar novos usos para medicamentos e combinações de remédios que já estão disponíveis.

A empresa quer usar inteligência artificial para acelerar a descoberta e o teste de medicamentos, um processo que pode levar anos e custar bilhões de dólares com as abordagens atuais. Em vez de inventar compostos, a Healx se concentra em encontrar novos usos para os medicamentos existentes que já são seguros e podem ir diretamente para estudos intermediários de efeitos colaterais e eficácia. Isso pode reduzir anos do tempo necessário para o desenvolvimento de um medicamento, disse a empresa.

A Healx também busca parcerias para o desenvolvimento de medicamentos e trabalha com a Fraxa Research Foundation em tratamentos para a síndrome do X frágil. Novos tratamentos para doenças podem estar prontos para ensaios clínicos em apenas dois anos usando a abordagem, informou a empresa. A Healx pode ter uma terapia aprovada no mercado já em 2025, disse Tim Guilliams, presidente da Healx e também cofundador.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net