PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Apple busca acelerar vendas de iPhones em mercado saturado

Mark Gurman e Ian King

31/10/2019 13h02

(Bloomberg) -- Na quarta-feira, executivos da Apple deixaram de lado seus elogios típicos ao design elegante e à tecnologia inovadora do iPhone e falaram sobre assuntos mais mundanos, como planos de parcelamento, programas de troca de aparelhos e brindes.

Essa é a realidade da gigante de tecnologia com sede em Cupertino, na Califórnia. O mercado de smartphones está saturado e mostra crescimento lento, na melhor das hipóteses. Por isso, a Appl precisa encontrar maneiras de convencer os consumidores a atualizar seus iPhones e comprar serviços e acessórios digitais.

Os resultados do quarto trimestre fiscal, divulgados na quarta-feira, sugerem que a estratégia começa a funcionar. Embora a receita do iPhone tenha caído 9%, as vendas gerais aumentaram e a empresa aposta em mais crescimento na época do Natal.

A receita de serviços e acessórios saltou para nível recorde com a venda de aplicativos para usuários de iPhones, AirPods e Apple Watches e assinatura de serviços como Apple Music e armazenamento iCloud.

Mas o plano continuará funcionando se a base instalada de dispositivos ativos da Apple crescer constantemente, liderada pelo iPhone. Será um desafio, porque os consumidores já não trocam de celular com a mesma frequência. Nos últimos três anos, a idade média de um smartphone aumentou em mais de três meses, para 19,5 meses, de acordo com pesquisa do UBS. Segundo o banco de investimento, os entrevistados disseram que planejam substituir seus celulares a cada 28,5 meses, ou quase dois anos e meio.

Durante teleconferência com analistas na quarta-feira, o CEO da Apple, Tim Cook, e o diretor financeiro Luca Maestri descreveram uma solução potencial para o problema de atualização: um novo recurso do Apple Card que permite aos usuários parcelarem o pagamento dos iPhones em 24 meses sem juros, com a possibilidade de escolher as opções de parcelamento diretamente do iPhone.

"Uma das coisas que estamos fazendo é tentar simplificar cada vez mais para que as pessoas obtenham esse tipo de financiamento mensal", disse Cook. "Estamos cientes de que existem muitos usuários que desejam um pagamento recorrente como esse no recebimento de novos produtos."

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Mark Gurman em San Francisco, mgurman1@bloomberg.net;Ian King em São Francisco, ianking@bloomberg.net