Topo

Petrobras pode se tornar maior produtora do mundo até 2030

Estatal tem pela frente a PetroChina e a Rosneft PJSC, respectivamente vice-líder e líder do ranking - Getty Images
Estatal tem pela frente a PetroChina e a Rosneft PJSC, respectivamente vice-líder e líder do ranking Imagem: Getty Images

Sabrina Valle

19/11/2019 14h04

A Petrobras está a caminho de se tornar a maior produtora de petróleo no mundo entre empresas de capital aberto até 2030, segundo a Rystad Energy.

O ritmo de expansão da petroleira estatal é o mais rápido do mundo. A Petrobras tende a se beneficiar do resultado dos leilões do início do mês, depois que grandes produtoras de petróleo estrangeiras decidiram ficar de fora da competição, disse a Rystad em relatório na terça-feira. A Petrobras assumiu o controle quase total de mais de oito bilhões de barris no campo de Búzios.

"A Petrobras pode, em questão de anos, tornar-se a maior produtora mundial de petróleo entre companhias abertas. O significado é enorme e simbólico", disse no relatório Aditya Ravi, vice-presidente da equipe upstream da Rystad Energy.

A Petrobras se tornou a terceira maior petroleira global em 2019, com produção de cerca de 2,2 milhões de barris por dia no último trimestre, segundo a Rystad. A estatal poderia ultrapassar a PetroChina e subir para o segundo lugar do ranking nos próximos meses e, potencialmente, destronar a Rosneft PJSC, da Rússia, assumindo a liderança na próxima década, disse Ravi.

A produção brasileira pode aumentar de uma média de 2,8 milhões de barris por dia em 2019 para mais de 5,5 milhões de barris por dia até 2030, quando a Petrobras atingiria o pico de produção, de quase 3,8 milhões de barris por dia, segundo a Rystad.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Petrobras reajusta preço da gasolina nas refinarias

Band Notí­cias

Economia