PUBLICIDADE
IPCA
1,15 Dez.2019
Topo

Cocaína, macacos e até uma Harley são contrabandeados em voos

Macacos foram sedados e contrabandeados em voos ao longo dos últimos anos - Natacha Pisarenko/AP
Macacos foram sedados e contrabandeados em voos ao longo dos últimos anos Imagem: Natacha Pisarenko/AP

Anurag Kotoky e Harry Suhartono

06/12/2019 15h01

(Bloomberg) — O principal executivo da maior companhia aérea da Indonésia está prestes a perder o emprego por supostamente ter encomendado uma motocicleta Harley-Davidson clássica para ser secretamente transportada ao país em um novo jato da Airbus, em mais um caso de uma longa lista de incidentes de contrabando no setor de aviação global.

iPhones, iPads, ouro e até macacos sedados foram contrabandeados em aeronaves comerciais nos últimos anos. No caso da Indonésia, o contrabando acontece "frequentemente, por vários meios e muitos canais", disse a ministra das Finanças, Sri Mulyani Indrawati, a repórteres em Jacarta na quinta-feira, depois do anúncio que o presidente da PT Garuda Indonesia seria demitido.

Outras companhias áreas também têm casos pitorescos de contrabando.

A viúva e filha do falecido presidente do conselho da Korean Air, Cho Yang-ho, foram acusadas de usar a companhia aérea para contrabandear itens de luxo no valor de quase 90 milhões de wons (US$ 75 mil) para o país entre janeiro de 2012 e maio do ano passado. Os itens incluíam roupas, bolsas de grife e louça de barro e eram contrabandeados a bordo de aviões da Korean Air, disfarçados de itens para a companhia aérea.

Ouro na Singapore Airlines

Funcionários de aduanas na Índia prenderam um membro da tripulação de cabine da Singapore Airlines no ano passado, alegando que a pessoa transportava quase US$ 50 mil em joias de ouro sob o uniforme, segundo o South China Morning Post, citando a mídia local. A pessoa planejava entregar as mercadorias contrabandeadas a um agente em um hotel de Nova Déli em troca de menos de US$ 400, segundo o relatório.

Em 2014, autoridades sudanesas frustraram a tentativa de um passageiro de contrabandear 20 macacos anestesiados para fora do país. Os macacos estavam completamente sedados quando descobertos na bagagem do passageiro no aeroporto de Cartum, e depois foram entregues às autoridades.

Economia