PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Taxa de mortalidade por câncer nos EUA tem maior queda anual

Robert Langreth

08/01/2020 13h53

(Bloomberg) -- A taxa de mortalidade por câncer nos Estados Unidos mostrou a maior baixa já registrada devido aos avanços em tratamentos para tumores de pulmão, como cirurgia assistida por vídeo, que ajudaram a prolongar a vida dos pacientes.

A taxa de mortalidade por câncer vem diminuindo gradualmente há 26 anos, graças em grande parte ao menor número de pessoas que fumam cigarros. Mas, de 2016 a 2017, o período mais recente disponível, a taxa caiu 2,2%, o maior ritmo em um único ano, de acordo com relatório divulgado quarta-feira pela Sociedade Americana do Câncer. A queda se compara a um declínio médio anual de 1,5% ao longo da década.

A baixa se traduz em aproximadamente 2,9 milhões menos mortes por câncer das que teriam ocorrido se as taxas de mortalidade tivessem se mantido no pico. Para o câncer de pulmão, especificamente, a taxa anual de mortalidade diminuiu 4,3% de 2013 a 2017.

"É realmente o câncer de pulmão que está impulsionando isso", disse Rebecca Siegel, diretora científica de pesquisa em vigilância da Sociedade Americana do Câncer e principal autora do novo estudo. "Encontramos aumento na sobrevida do câncer de pulmão em todas as etapas do diagnóstico."

Ela atribuiu a queda do número de mortes às melhorias nos tratamentos como a cirurgia assistida por vídeo, que permite que mais pacientes com tumores pulmonares precoces se tornem elegíveis para operações; tratamento de radioterapia mais preciso; e melhora da tecnologia de ressonância que permite aos médicos avaliarem o estágio do tumor de maneira mais eficaz para que o paciente obtenha o melhor tratamento imediatamente. Em estágios posteriores da doença, novos medicamentos direcionados que visam genes específicos causadores de doenças estão ajudando pacientes cujos tumores apresentam falhas genéticas.

No geral, as taxas de mortalidade por câncer de pulmão caíram 51% para os homens desde o pico em 1990 e 26% para as mulheres desde o pico em 2002.

O câncer de pulmão ainda mata muito mais pessoas do que qualquer outro tumor. Serão mais de 135 mil mortes este ano, aproximadamente 22% de todos os óbitos por câncer, estima a Sociedade Americana do Câncer.

Os resultados estão sendo publicados no CA: A Cancer Journal for Clinicians.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net