PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Segundo maior diamante da história ganhará marca Louis Vuitton

Yuliya Fedorinova e Thomas Biesheuvel

16/01/2020 09h19

(Bloomberg) -- O segundo maior diamante da história será cortado, polido e transformado em uma coleção de joias da Louis Vuitton.

A Lucara Diamond, que encontrou o diamante Sewelo de 1.758 quilates em sua mina de Botsuana no ano passado, disse que fechou um acordo com a marca de luxo e com a HB Company, fabricante de diamantes de Antuérpia. Não se sabe o valor dos diamantes polidos. A Lucara disse anteriormente que o Sewelo não era um tipo de diamante que produz as joias mais valiosas.

A Lucara receberá uma comissão inicial "não material" e será dona de 50% dos diamantes polidos do Sewelo, que significa "descoberta rara" em Tswana, um idioma falado em Botsuana, e é aproximadamente do tamanho de uma bola de tênis.

A Louis Vuitton tem apostado em joias sofisticadas desde a abertura de uma loja em Place Vendome, em Paris - o famoso bairro da Cartier e Boucheron -, e com a contratação de uma nova designer de joias, Francesca Amfitheatrof.

A atriz Sophie Turner, de "Game of Thrones", e Michelle Williams, estrela de "Brokeback Mountain", posaram para campanhas recentes de colares e brincos, muitas vezes representando as flores do monograma LV.

Em 2015, a Lucara encontrou o diamante Lesedi La Rona, de 1.109 quilates, que na época era o segundo maior de todos os tempos e acabou sendo vendido por US$ 53 milhões. A mina também produziu uma pedra de 813 quilates que alcançou um recorde de US$ 63 milhões. Essas duas gemas eram pedras muito mais valiosas, do tipo IIa.

O maior diamante descoberto é o Cullinan, de 3.106 quilates, encontrado nos arredores de Pretória, na África do Sul, em 1905. O diamante foi cortado em várias gemas polidas, das quais as duas maiores - a Grande Estrela da África e a Pequena Estrela da África - estão entre as Joias da Coroa Britânica.

--Com a colaboração de Robert Williams.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Yuliya Fedorinova em Moscou, yfedorinova@bloomberg.net;Thomas Biesheuvel em Londres, tbiesheuvel@bloomberg.net