PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

3G fora da disputa por unidade de elevadores da Thyssen: Fontes

Bloomberg News

20/01/2020 14h51

(Bloomberg) -- A gigante do setor siderúrgico Thyssenkrupp enxugou a lista de interessados em sua unidade de elevadores, cuja venda pode levantar mais de 15 bilhões de euros (US$ 17 bilhões), disseram pessoas a par do assunto.

A empresa de private equity asiática Hillhouse Capital e a empresa de investimentos brasileira-americana 3G Capital estão fora da disputa, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. Um consórcio formado por Blackstone, Carlyle e Canada Pension Plan Investment Board prosseguiu para a próxima rodada, assim como um grupo rival financiado pela Advent International, Cinven e Abu Dhabi Investment Authority, disseram as pessoas.

A Brookfield Asset Management, que fez uma parceria com a Temasek Holdings, também está na disputa, segundo as fontes. As empresas de investimento selecionadas competirão com outra rival estratégica, a fabricante finlandesa de elevadores Kone, que se uniu à CVC Capital Partners e entrou na corrida em um cronograma diferente, disseram as pessoas.

Nenhuma decisão final foi tomada, enquanto a Hillhouse e 3G poderiam tentar se unir às demais partes, disseram as pessoas.

Representantes da Advent, Blackstone, Carlyle, Cinven, CPPIB, CVC, Hillhouse, Kone e Thyssenkrupp não quiseram comentar. Representantes da 3G Capital, ADIA, Brookfield e Temasek não responderam imediatamente ou não puderam ser encontrados imediatamente para comentar.

Se um dos grupos interessados vencer, um acordo para a divisão da Thyssenkrupp poderia se tornar a maior aquisição de private equity da Europa em mais de cinco anos, segundo dados compilados pela Bloomberg.

O conselho fiscal da Thyssenkrupp deve se reunir antes da assembleia geral anual da empresa em 31 de janeiro, disseram as pessoas. A próxima rodada de ofertas está prevista para meados de fevereiro, segundo as pessoas.

Em crise, a Thyssenkrupp estuda a venda ou oferta pública inicial das operações de elevadores, sua unidade mais valiosa, para assim levantar recursos e financiar uma transformação do conglomerado. A empresa está inclinada a vender a divisão, embora não descarte a possibilidade de um IPO, disseram as pessoas.

To contact Bloomberg News staff for this story: Aaron Kirchfeld em Londres, akirchfeld@bloomberg.net;Eyk Henning Frankfurt, ehenning1@bloomberg.net;Sarah Syed em Londres, ssyed35@bloomberg.net;Manuel Baigorri Hong Kong, mbaigorri@bloomberg.net;Jan-Henrik Foerster em Zurich, jforster20@bloomberg.net;William Wilkes Frankfurt, wwilkes1@bloomberg.net