PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Vírus paralisa compras chinesas de petróleo da América Latina

Lucia Kassai

30/01/2020 16h05

(Bloomberg) -- As vendas de cargas de petróleo da América Latina para a China foram interrompidas esta semana, com a crise do coronavírus paralisando um período de feriado já tranquilo.

Desde a semana passada, nenhuma venda de cargas para entrega em março do Brasil e da Colômbia foi registrada e cargas sem vender estão se acumulando, segundo pessoas a par do assunto. O interesse dos clientes tem sido fraco. Até o momento, a China não cancelou ou adiou nenhuma carga prevista para fevereiro, disseram as pessoas.

É o mais recente efeito cascata do coronavírus, que até agora deixou 170 mortos e infectou pelo menos 8 mil pessoas na China, ameaçando afetar o crescimento econômico do maior importador de petróleo do mundo. Os futuros de petróleo podem fechar o mês com o pior resultado desde maio, levando a Opep e aliados a avaliarem a realização de uma reunião de emergência em fevereiro.

Refinarias na China - que recebem 30% dos embarques do Brasil, Colômbia e de outros grandes exportadores da América Latina - deverão cortar a produção em meio a especulações de que restrições de viagem para conter a propagação do coronavírus reduzirão a demanda por gasolina, diesel e combustível de aviação.

--Com a colaboração de Amy Stillman.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net