PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Entediados em casa, chineses se distraem com conteúdo on-line

Venus Feng, Dong Lyu e Pei Yi Mak

05/02/2020 11h22

(Bloomberg) -- A propagação do coronavírus deixou milhões de chineses presos em casa de uma hora para outra. Muitos recorreram aos conteúdos on-line e aos videogames para aliviar o tédio, impulsionando os preços das ações de várias empresas.

Quando Lint Zhang, que trabalha em uma empresa de investimentos em Xangai, foi obrigado a ficar em casa por um longo período, gastou cerca de 3 mil yuanes (US$ 430) em um Nintendo Switch e outros 2 mil yuanes em jogos on-line. Também encheu a geladeira com alimentos congelados de mercados on-line como JD.com.

"Passava três horas no Switch todos os dias e depois assistia à TV", disse Zhang. "Mas, mesmo com todos os jogos, ainda estou entediado."

Em um esforço para conter a propagação da doença, a China deu o passo sem precedentes de confinar cerca de 50 milhões de pessoas antes de iniciar o maior experimento de trabalho remoto do mundo. Sem surpresa, o tempo gasto em entretenimento on-line, como vídeos, jogos e redes sociais, aumentou.

Dados preliminares da empresa de pesquisa Aurora Mobile mostram que os usuários ativos diários no serviço de vídeos curtos Douyin, da ByteDance, quase dobraram durante o feriado de sete dias do Ano Novo Lunar em relação ao mesmo período de uma semana em 2019. O número de jogadores do Honor of Kings, o jogo mais importante da Tencent, aumentou 60%, para 109 milhões de usuários, enquanto o total de usuários do iQiyi, da Baidu, semelhante à Netflix, subiu 66%, para 156 milhões.

Ações de desenvolvedores de jogos chineses, como Beijing Kunlun Tech, Shanghai Yaoji Technology e Wuhu Sanqi Interactive Entertainment Network Technology deram um salto de 10%, o limite de alta intradiário no mercado chinês na terça-feira, e continuaram a registrar ganhos na quarta-feira.

Com a alta, a participação da família Yao, que detém 54% da Yaoji Technology, se valorizou em US$ 141 milhões desde 23 de janeiro, quando as notícias sobre o vírus começaram a dominar as manchetes. A participação combinada de Li Qiong, da Kunlun Tech, e Li Weiwei, presidente do conselho da Sanqi Interactive Entertainment, aumentou em US$ 246 milhões no mesmo período até meados de quarta-feira.

"O conteúdo de entretenimento, especialmente jogos e vídeos, deve se beneficiar durante o surto", disse Connie Gu, analista da Bocom International Holdings.

Eddy Wang, analista do Morgan Stanley, disse que, para as principais plataformas de comércio eletrônico da China, o coronavírus pode criar alguma incerteza a curto prazo sobre o crescimento da receita e margens, mas, em última análise, as empresas continuarão a ter bom desempenho.

--Com a colaboração de David Ramli e Zheping Huang.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Venus Feng Hong Kong, vfeng7@bloomberg.net;Dong Lyu Beijing, dlyu3@bloomberg.net;Pei Yi Mak Singapore, pmak17@bloomberg.net

PUBLICIDADE