PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Bayer chega a acordo para 125 mil processos do Roundup: Fontes

Jef Feeley e Tim Loh

25/05/2020 10h15

(Bloomberg) -- A Bayer fechou acordos verbais para resolver uma parte significativa de estimados 125 mil processos nos Estados Unidos sobre o uso do herbicida Roundup, que causaria câncer, segundo pessoas com conhecimento das negociações.

Os acordos, que ainda precisam ser assinados e cobrem entre 50 mil e 85 mil processos, fazem parte de um plano de US$ 10 bilhões da Bayer para encerrar uma custosa batalha legal herdada pela empresa quando adquiriu a Monsanto em 2018, disseram as pessoas. Embora alguns advogados ainda estejam negociando, os pagamentos para casos encerrados variam de alguns milhões de dólares a alguns milhares cada, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas.

A Bayer deve anunciar os acordos, que precisam da aprovação do conselho fiscal, em junho, disseram pessoas a par das negociações. Nenhum dos acordos foi assinado, embora advogados dos demandantes planejem fazê-lo no dia do anúncio, disseram as pessoas.

Superar o drama do Roundup é uma das prioridades do CEO Werner Baumann, que orquestrou a aquisição da Monsanto por US$ 63 bilhões e sofre as consequências legais desde então. A onda de processos contra o Roundup, juntamente com três grandes derrotas nos tribunais dos EUA, tem afetado o preço da ação da Bayer, reduzindo o valor de mercado da empresa em dezenas de bilhões de dólares.

"O encerramento de todos os processos nos EUA por US$ 10 bilhões deve ser o principal gatilho de preço das ações da Bayer", disse por e-mail Markus Mayer, analista do Baader Bank, na segunda-feira.

Quando a resolução estiver em vigor, Baumann terá que provar que sua estratégia de combinar produtos farmacêuticos, saúde do consumidor e agricultura faz sentido. Alguns investidores têm dúvidas sobre a abordagem.

A Bayer não quis comentar detalhes das negociações. Chris Loder, porta-voz nos EUA, disse na sexta-feira que a empresa "avançou nas mediações" que surgiram dos processos judiciais. "A empresa não especula sobre resultados dos acordos ou prazos", disse Loder em comunicado por e-mail. "Como dissemos anteriormente, a empresa vai considerar uma resolução se for financeiramente razoável e fornecer um processo para resolver possíveis litígios futuros."

Embora o número exato de acordos até agora não seja claro, a estimativa de pelo menos 125 mil queixas é mais do que o dobro da quantidade de litígios contra o Roundup divulgados anteriormente pela Bayer. A empresa só havia reconhecido cerca de 52,5 mil processos abertos e notificados até abril. Ken Feinberg, o principal mediador para o caso Roundup, disse em janeiro que o total era de 85 mil e que o número provavelmente aumentaria.

©2020 Bloomberg L.P.

Economia