PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Coronavírus pode complicar ainda mais temporada de furacões

Leslie Kaufman

25/05/2020 15h22

(Bloomberg) -- A Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês) prevê que a próxima temporada de furacões deste ano possa bater recordes devido às atípicas altas temperaturas nos oceanos Atlântico e do Caribe. O planejamento e execução cuidadosos são sempre a chave para uma resposta de emergência eficaz, mas isso será particularmente importante nesta temporada por causa do Covid-19.

Quando a maioria das pessoas pensa em resposta a furacões, vêm à mente equipes de resgate, ajuda sem fins lucrativos e assistência de governos nacionais. Mas, nos Estados Unidos, empresas com fins lucrativos também são uma parte crítica da resposta. Quando cabos telefônicos são derrubados, por exemplo, são empresas de telecomunicações que os consertam. Mas a relação entre governo e setor privado é mais profunda.

O governo federal também contrata a AT&T para a FirstNet, uma rede sem fio alternativa com um espectro exclusivo para socorristas. Uma das funções principais dessa rede é uma frota de caminhões com geradores autônomos e antenas que atuam como torres de celular depois de um desastre.

As plataformas foram transportadas para Porto Rico após o furacão Maria de 2017 e mostraram ser tão úteis que, na verdade, viajaram com as equipes da Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA, na sigla em inglês) após o furacão Michael no ano seguinte, disse Chris Sambar, vice-presidente executivo de operações de tecnologia da AT&T.

Atualmente, dezenas de caminhões FirstNet estão estacionados perto de hospitais e locais de testes móveis em todo o país, reforçando as redes congestionadas devido à pandemia em andamento.

Assim como o coronavírus aumentou a pressão sobre equipes de emergência, a pandemia também tem testado o sistema de resposta da AT&T. "Nunca tivemos algo desta escala", disse Sambar. "Nem mesmo os furacões consecutivos acontecem a nível nacional."

No entanto, mesmo antes da temporada de furacões de 2020, a AT&T tem considerado desafiador manter até operações normais de reparo de emergência devido ao vírus. A empresa geralmente envia dois trabalhadores em cada caminhão. Agora, esses caminhões são de uso individual. "Tudo está mais lento", disse Sambar.

©2020 Bloomberg L.P.

Economia