PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Credit Suisse vende férias extras sob plano de corte de custos

Marion Halftermeyer

29/05/2020 10h43

(Bloomberg) -- O Credit Suisse planeja vender dias de folga extra para executivos do alto escalão e gerentes na Suíça, para que possam contribuir com os esforços de corte de custos do banco.

O segundo maior banco da Suíça recomenda que funcionários do alto escalão comprem mais duas semanas de férias neste ano, segundo um porta-voz do Credit Suisse.

"Isso permitirá que os gerentes façam uma contribuição pessoal para uma abordagem responsável dos custos", afirmou o banco em comunicado. O Credit Suisse disse que outros funcionários também podem optar por comprar mais duas semanas de férias como parte do programa de benefícios a funcionários.

O Credit Suisse fez provisões de US$ 1 bilhão para cobrir o impacto do coronavírus nos empréstimos e na queda dos preços dos ativos no primeiro trimestre do ano. O CEO Thomas Gottstein disse que importantes metas de lucro e níveis de capital estarão sob pressão.

O banco também pode reduzir a força de trabalho. Gottstein disse que o banco on-line tem ganhado mais destaque, o que deve reduzir a importância e número de agências, acrescentando que uma de suas prioridades é otimizar processos, segundo reportagem da Bloomberg.

©2020 Bloomberg L.P.

Economia