PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Estée Lauder planeja contratar mais funcionários negros

Kim Bhasin

09/06/2020 15h10

(Bloomberg) -- A Estée Lauder planeja contratar mais funcionários negros, comprar mais de empresas controladas por afro-americanos e expandir programas de treinamento em diversidade após preocupações levantadas pela equipe sobre as relações raciais dentro da empresa.

Executivos do alto escalão de uma das maiores empresas de cosméticos do mundo disseram que "são solidários com nossos funcionários negros, consumidores negros e comunidades negras e acreditam firmemente que as vidas negras importam", de acordo com memorando visto pela Bloomberg News. A carta descrevia uma longa lista de etapas para diversificar a força de trabalho da empresa e garantir a igualdade de oportunidades.

"Algumas dessas ações serão imediatas, outras levarão algum tempo, mas todas terão impacto", escreveram o presidente do conselho William Lauder e o CEO Fabrizio Freda no memorando para a equipe.

Um porta-voz da Estée Lauder não comentou.

Como parte do compromisso, a empresa aumentará as doações para US$ 10 milhões ao longo de três anos para a associação NAACP e outras organizações de igualdade racial, um aumento significativo em relação à quantia de US$ 1 milhão prometida pela gerência na semana passada.

As medidas ocorrem depois que um grupo de mais de 100 funcionários enviou uma carta ao presidente do conselho pedindo a renúncia do herdeiro da família e do membro do conselho Ronald Lauder por seu apoio ao presidente Donald Trump. Eles disseram que o envolvimento da empresa interfere nas relações raciais dentro da empresa. Lauder doou pelo menos US$ 1,6 milhão para organizações pró-Trump desde que retornou ao conselho da Estée Lauder em 2016, de acordo com documentos federais.

©2020 Bloomberg L.P.

Economia