PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ação da Tesla passa de US$ 1.000 com forte demanda na China

Bailey Lipschultz

10/06/2020 16h50

(Bloomberg) -- As ações da Tesla ultrapassaram a marca de US$ 1.000 pela primeira vez nesta quarta-feira. O aumento da demanda pelo Model 3 na China levou analistas da Wedbush a comemorar a "enorme" oportunidade no mercado e a destacar os trabalhos contínuos da companhia no segmento de baterias.

O analista Daniel Ives classificou a demanda vinda da China com "um raio de luz brilhante para a Tesla em um cenário macroeconômico de escuridão", com a empresa a caminho de atingir 100.000 entregas a partir da fábrica local no primeiro ano. Ives manteve a recomendação neutra para a ação, mas elevou o preço-alvo de US$ 800 para US$ 1.000 e avisou que o novo cenário de maior otimismo traçado por ele implica que as ações podem valer US$ 1.500, comparado a US$ 1.350 anteriormente.

Segundo Ives, o aumento da demanda por veículos elétricos na China combinado com a flexibilização do isolamento social nos EUA e em grande parte da Europa e o potencial de anúncio de evolução marcante nas baterias durante um evento da empresa este mês sugerem que as ações podem subir mais.

As ações da fabricante de veículos elétricos com sede em Palo Alto, na Califórnia, chegaram a avançar 6,8% na quarta-feira e atingiram o recorde de US$1.005. A cotação dos papéis se multiplicou por quase cinco no ano passado e o valor de mercado aumentou para US$ 185 bilhões.

O tão aguardado "Battery Day" da Tesla dará oportunidade para o presidente Elon Musk anunciar novos potenciais desdobramentos, de acordo com Ives. Ele acredita que a empresa está perto de anunciar uma bateria com capacidade para 1 milhão de milhas.

©2020 Bloomberg L.P.