PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Correção:Amazon lança fundo de US$2 bi para tecnologias do clima

Matt Day e Candy Cheng

23/06/2020 09h32

(Bloomberg) -- (Corrige equipe da Amazon que administrará o fundo.)

A Amazon.com planeja investir US$ 2 bilhões em "tecnologias sustentáveis e descarbonizantes", uma iniciativa para eliminar sua pegada de carbono.

O fundo, que será administrado pelo grupo de desenvolvimento corporativo da empresa com a ajuda da equipe interna de sustentabilidade da Amazon, terá o mandato de apoiar tecnologias desenvolvidas para reduzir emissões de gases de efeito estufa atribuídas ao aquecimento do planeta. O chamado Climate Pledge Fund planeja fazer apostas em uma ampla gama de setores, como transporte, manufatura, geração de energia e agricultura, disse a Amazon em comunicado na terça-feira.

Sob pressão de funcionários e ativistas externos, Jeff Bezos, diretor-presidente da Amazon, lançou no ano passado um compromisso para que a empresa cumpra as metas do acordo climático de Paris dez anos antes.

Na terça-feira, a Amazon também anunciou um cronograma mais ambicioso para abastecer as operações com fontes de energia renováveis - adiantando o prazo em cinco anos, para 2025. A empresa manteve o compromisso original de atingir a neutralidade em carbono até 2040.

Em janeiro, a Microsoft anunciou seu próprio fundo climático de US$ 1 bilhão. A empresa investirá em tecnologia para remover ou reduzir o carbono da atmosfera terrestre, parte da iniciativa para eliminar o impacto cumulativo da empresa desde sua fundação em 1975. Rivais da computação em nuvem fazem pressão mútua para combater as mudanças climáticas, mesmo quando funcionários as pressionam a fazer mais.

A empresa coordenou os anúncios para coincidir com o lançamento de um relatório de sustentabilidade, o primeiro desde que a Amazon divulgou sua pegada de carbono e estabeleceu objetivos de sustentabilidade em setembro.

Na semana passada, a Amazon anunciou os primeiros signatários do Climate Pledge, um convite para que outras empresas tracem metas equivalentes às da Amazon para eliminar ou compensar suas emissões de carbono até 2040.

©2020 Bloomberg L.P.