PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Ata: Taxa próxima do nível em que corte traz instabilidade ativo

Fernando Travaglini

23/06/2020 08h25

(Bloomberg) -- "Já estaríamos próximos do nível a partir do qual reduções adicionais na taxa de juros poderiam ser acompanhadas de instabilidade nos preços de ativos e potencialmente comprometer o desempenho de alguns mercados e setores econômicos", diz a ata do Copom divulgada pelo Banco Central.

  • O Comitê também refletiu sobre a importância relativa dos componentes principais do custo de crédito, e ressaltou que o prêmio por liquidez parece prevalecer no momento
    • "Comitê concluiu que esse conjunto de fatores e questões prudenciais justificam cautela na condução da política monetária"
  • Sobre atividade, BC diz que "a elevação abrupta da incerteza sobre a economia deve resultar em aumento da poupança precaucional e consequente redução significativa da demanda agregada"
    • Mas pondera sobre o impacto dos programas de estímulo creditício e de recomposição de renda com potencial de recompor parte significativa da demanda agregada
    • "Com isso, a recuperação da economia pode ser mais rápida que a sugerida no cenário base"
  • Ata do Copom repetiu sinalizações do comunicado da semana passada, quando BC cortou a Selic para 2,25% e deixou a porta aberta para novo corte, ainda que menor
    • Neste momento, o Comitê considera que a magnitude do estímulo monetário já implementado parece compatível com os impactos econômicos da pandemia da Covid-19, diz a ata
    • Para as próximas reuniões, o Comitê vê como apropriado avaliar os impactos da pandemia e do conjunto de medidas de incentivo ao crédito e recomposição de renda, e antevê que um eventual ajuste futuro no grau de estímulo monetário será residual

©2020 Bloomberg L.P.

Economia