PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

China estuda entrada de bancos comerciais em mercado de capitais

Bloomberg News

29/06/2020 13h13

(Bloomberg) -- A China se prepara para permitir que seus maiores bancos comerciais entrem em atividades de banco de investimento e negociação de títulos e ações ainda neste ano, abrindo caminho para que enfrentem rivais de Wall Street enquanto a concorrência esquenta no mercado de capitais do país, que movimenta US$ 21 trilhões.

Reguladores avaliam planos para conceder essas licenças inicialmente como projeto piloto a alguns dos maiores bancos do país, como Industrial & Commercial Bank of China e China Construction Bank, disseram pessoas a par das deliberações que não quiseram ser identificadas. Formuladores de políticas também estudam alterar a lei de bancos comerciais para remover o obstáculo legal que tem impedido bancos de diversificarem os negócios com atividades em valores mobiliários e futuros por décadas, disseram as pessoas.

A potencial entrada de bancos chineses, que possuem US$ 43 trilhões em ativos, em banco de investimento e trading aumentaria a competição para concorrentes globais como Goldman Sachs e Morgan Stanley, que têm expandido suas operações na China e neste ano podem solicitar o controle total de empresas chinesas de valores mobiliários. Também representaria uma ameaça significativa para rivais locais, como a corretora Citic Securities.

A medida poderia acelerar a reforma do lado da oferta no setor financeiro, eliminando corretoras menores, segundo relatório de analistas do Citigroup em Hong Kong, liderados por Judy Zhang. Também "ajuda os bancos da China a migrarem para um modelo bancário universal, o que pode aumentar a receita não proveniente dos juros das instituições e, assim, compensar a pressão da queda dos preços dos empréstimos", escreveram os analistas, acrescentando que qualquer aumento de lucro será limitado.

A Comissão de Valores Mobiliários da China e a Comissão Reguladora de Bancos e Seguros da China não responderam imediatamente a pedidos de comentários. Representantes do China Construction Bank e do ICBC não comentaram imediatamente.

©2020 Bloomberg L.P.

Economia