PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Trabalho remoto vai reduzir milhas percorridas nos EUA, diz KPMG

Keith Naughton

15/07/2020 14h09

(Bloomberg) -- Trabalhar em casa e comprar online agora fazem parte do novo normal. A tendência deve reduzir as distâncias percorridas em até 270 bilhões de milhas por ano (cerca de 434 bilhões de quilômetros), de acordo com novo estudo.

A pesquisa realizada pela consultoria KPMG International acredita que a cultura do casulo despertada pela Covid-19 não irá desaparecer - mesmo que uma vacina seja amplamente disponibilizada - e isso terá consequências potencialmente desafiadoras para a indústria automobilística. Para começar, o menor deslocamento deve retirar 14 milhões de carros das estradas dos EUA, segundo o estudo da KPMG.

Durante o auge da pandemia em abril, americanos em quarentenas percorreram 64% menos milhas, uma queda sem precedentes das viagens. Esses novos hábitos vão durar muito tempo, segundo a KPMG, que prevê redução permanente de 10% dos quase 3 trilhões de milhas percorridas todos os anos. E a posse de veículos deve diminuir para pouco menos de dois carros por família.

"As pessoas compram um carro para ir e vir do trabalho e porque fazer compras é uma parte muito importante de suas vidas", disse Gary Silberg, responsável pela prática automotiva global da KPMG. "Se duas das principais missões para as quais o público americano compra um carro terão menor demanda, sabemos que isso terá impacto adverso nas vendas de automóveis. É como a gravidade", afirmou em entrevista.

A mudança de hábitos pode resultar em aproximadamente 1 milhão a menos de unidades vendidas de novos de carros e caminhões anualmente, disse Silberg. Os americanos compraram mais de 17 milhões de carros, utilitários esportivos e caminhões leves anualmente nos últimos cinco anos. A Associação Nacional de Revendedores de Automóveis espera que as vendas de automóveis nos EUA caiam para apenas 13 milhões de unidades neste ano.

©2020 Bloomberg L.P.