PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Bridgewater planeja demissões sob efeito da pandemia no trabalho

Katherine Burton

24/07/2020 15h37

(Bloomberg) -- A Bridgewater Associates, maior empresa de hedge fund do mundo, planeja cortes de empregos porque não precisará do mesmo número de profissionais de suporte. Agora, mais funcionários trabalham em casa e novas tecnologias estão mudando o perfil das pessoas necessárias para atender os clientes.

"Embora isso produza mais do que o atrito normal em termos de pessoas deixando a empresa neste ano, não será muito mais do que o normal e continuaremos a investir e contratar em áreas-chave", disse a Bridgewater em comunicado por e-mail na sexta-feira. Os funcionários demitidos terão "indenização generosa e cobertura prolongada de saúde", disse a empresa com sede em Westport, Connecticut.

A empresa já demitiu várias dezenas de seus 1.580 funcionários, informou o Wall Street Journal. Os cortes afetam profissionais de pesquisa, atendimento ao cliente, recrutamento e outros departamentos, de acordo com o jornal.

Os ativos da empresa fundada por Ray Dalio caíram para US$ 138 bilhões no fim de abril, em relação aos US$ 163 bilhões no fim de fevereiro, pois a da pandemia de Covid-19 chegou no que a Bridgewater chamou de "o pior momento possível". O fundo Pure Alpha II da Bridgewater perdeu 20,6% no primeiro semestre.

©2020 Bloomberg L.P.