PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Setor de carne da Austrália diz que oferta está garantida

Ainslie Chandler

28/07/2020 12h31

(Bloomberg) -- O setor de pecuária da Austrália diz que o fornecimento de carne bovina está garantido, mesmo depois que mais frigoríficos e processadoras foram fechados em meio ao novo pico de casos na segunda cidade mais populosa do país.

Cerca de cinco milhões de pessoas em Melbourne estão em quarentena de seis semanas. O número de mortos no estado de Victoria aumenta e centenas de novos casos são registrados diariamente. Pelo menos meia dúzia de processadoras de carne e laticínios foram fechadas depois que centenas de casos da Covid-19 foram associados às suas instalações.

Em comunicado, o presidente do Conselho de Gado da Austrália, Tony Hegarty, disse que consumidores podem ficar tranquilos sobre o abastecimento de carne nos supermercados. Os produtores de carne bovina adotaram "práticas sólidas" durante a primeira onda de surtos do vírus e estão em melhor posição para responder a novos casos devido a essa experiência, disse.

"Quando os frigoríficos foram fechados, nossos parceiros no setor de processamento adotaram protocolos rigorosos para isolar efetivamente o problema, impedindo a propagação do vírus", disse. "É importante reconhecer que a Covid-19 é um problema de saúde pública de transmissão comunitária, não um problema de segurança alimentar."

Daniel Andrews, chefe do executivo de Victoria, associou os novos surtos, que também atingiram centros de idosos, à insegurança de renda entre trabalhadores sem acesso a licenças. O estado introduziu pagamentos para esses trabalhadores para incentivá-los a se isolarem enquanto aguardam resultados de testes de coronavírus ou após um teste positivo, na tentativa de conter o contágio.

Setores de alto risco podem ser fechados se as pessoas continuarem a trabalhar doentes, disse Andrews na segunda-feira.

Andrews destacou que o risco não existe apenas em frigoríficos, unidades de abate, grandes depósitos e centros logísticos, mas também em casas de repouso e centros de saúde, disse.

Frigoríficos e processadores em Melbourne e áreas regionais agora respondem por alguns dos maiores focos no estado de Victoria, com 95 casos vinculados à Somerville Retail Services, 71 em uma unidade da JBS e 47 casos na Australian Lamb, em Colac, a cerca de duas horas da cidade, segundo dados do governo estadual da segunda-feira.

©2020 Bloomberg L.P.