PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Ouro bate novo recorde e caminha para melhor mês em quatro anos

Elena Mazneva e Justina A. Vasquez

31/07/2020 14h31

(Bloomberg) -- O ouro atingiu novo recorde, impulsionado pela persistente fraqueza do dólar e baixas taxas de juros. A prata está a caminho do melhor mês desde 1979.

O ouro à vista subiu mais de 10% em julho rumo ao melhor mês desde 2016, com os rendimentos reais dos EUA perto de mínimas históricas. Embora os ralis do ouro e da prata tenham perdido força no meio da semana, a maioria dos observadores do mercado prevê que pode haver mais ganhos daqui para frente.

Ambos os metais ganharam cerca de 30% neste ano. Os fundos de índice atrelados ao ouro e à prata aumentaram as posições para níveis recordes em meio à demanda por ativos seguros diante da crise causada pela pandemia de coronavírus. Nesta semana, o Federal Reserve repetiu a promessa de usar todas as ferramentas para apoiar a economia dos EUA. Governos e bancos centrais do mundo inteiro já injetaram grandes quantidades de estímulo para sustentar o crescimento.

"Após um breve período de consolidação pós-FOMC, especulações sobre o pedido do presidente Trump para adiar as eleições abalaram o mercado e o metal amarelo se recuperou", disseram em relatório estrategistas da TD Securities como Bart Melek, chefe de estratégia de commodities. "Além dos repentinos fluxos do tipo refúgio, dados econômicos fracos nos EUA e na Europa mantêm as expectativas de mais estímulos em alta, o dólar em baixa e juros reais em firme tendência de baixa."

O ouro à vista chegou a atingir US$ 1.983,36 a onça na sexta-feira - um novo recorde - e era negociado com alta de 0,8%, a US$ 1.972,41 às 11h58 em Nova York.

A prata à vista avançou 2,3%, para US$ 24,0468 a onça após uma pausa de três dias do rali.

"Continuamos otimistas em relação ao ouro e à prata e não ficaríamos surpresos ao ver um otimismo especulativo para a prata", disse Frederic Panizzutti, diretor-gerente da MKS, em Dubai. "O ouro a US$ 2.000 colocaria a prata em cerca de US$ 30."

©2020 Bloomberg L.P.