Topo

Alarme em aeroporto de Madri por ameaça de bomba em avião saudita é reduzido

04/02/2016 11h18

Madri, 4 fev (EFE).- O aeroporto de Madri-Barajas rebaixou nesta quinta-feira o estado de alarme geral decretado após receber um aviso de ameaça de bomba do comandante de um voo da companhia aérea saudita Saudia entre a capital espanhola e Riad.

A ministra espanhola de Fomento, Ana Pastor, disse que a situação do aeroporto é de normalidade depois que o avião, no qual viajavam 97 passageiros e 15 tripulantes, foi desalojado e levado para uma "zona isolada" e de segurança onde está sendo inspecionado.

O voo tinha previsão de decolar às 10h30 local (7h30, em Brasília), mas o comandante da aeronave da Saudia, antiga Saudita Airlines, advertiu à torre de controle que havia uma ameaça a bordo.

As autoridades explicaram que dentro do avião foi encontrado um papel que advertia sobre uma bomba, embora disseram que "a hipótese mais provável" é que trate-se de um falso alarme.

Após receber o aviso, foi ativado o protocolo previsto com a mobilização das forças de segurança e de emergências.

O ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, declarou que o comandante do avião decidiu voltar ao terminal para evacuar os 97 passageiros e 15 tripulantes da aeronave, de acordo com o protocolo de segurança.

Díaz ressaltou que o Executivo espanhol não prevê elevar o nível de alerta geral de 4 a 5, já que o máximo nível é ativado, lembrou, quando "há um risco de atentado iminente".

Mais Economia