Bolsas

Câmbio

Cazaquistão vê futuro brilhante como parceiro do Irã no mercado euro-asiático

Teerã, 7 fev (EFE).- O Cazaquistão prevê um "futuro brilhante" como parceiro do Irã no mercado euro-asiático, com as duas economias "dispostas a abrir todas as possibilidades" em comum e com muito para desenvolver, segundo afirmaram neste domingo à Agência Efe autoridades cazaques no transcurso de uma visita comercial a Teerã.

Essas foram as principais conclusões do primeiro dia da viagem oficial do ministro de Investimento e Desenvolvimento do Cazaquistão, Asset Issekeshev ao Irã, uma visita na qual esteve acompanhado por uma numerosa comitiva e manteve vários encontros com autoridades iranianas e com empresários do país.

"Estamos aqui porque queremos aproveitar as oportunidades para nossas empresas. Durante a viagem falamos que todos estamos abertos e interessados a expandir nossas capacidades. Somos duas economias relativamente grandes nas quais ainda há muito espaço para desenvolver", disse à Agência Efe Almas Aidarov, vice-presidente da Agência para Investimento Estrangeiro Direto do Cazaquistão e segundo ao comando na delegação.

Além disso, durante seus encontros econômicos e políticos, as autoridades de ambos países também trataram "a abertura do mercado euro-asiático" para ambos, no qual o "Cazaquistão pode ser um passo para que os iranianos entrem nesse mercado e vice-versa", acrescentou Aidarov.

Segundo o cazaque, todas estas possibilidades ocorrem depois que o fim das sanções contra o Irã abriram "um novo cenário" para a região, um tema que "é de interesse para todos".

Precisamente, o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohamad Javad Zarif, reconheceu hoje depois de se reunir com Issekeshev o papel de Astana para facilitar o acordo nuclear, que qualificou de "construtivo" e ressaltou os bons laços bilaterais entre ambos países, que podem derivar em uma maior relação comercial.

Durante o dia de hoje, Issekeshev participou da abertura do primeiro Fórum de Negócios bilateral entre ambos países, com a presença de 270 empresários cazaques e 500 representantes de empresas públicas e privadas iranianas.

Desde julho, foi anunciado um histórico acordo entre Irã e as potências do Grupo 5+1 (EUA, França, Rússia, China, Reino Unido e Alemanha) para pôr fim à disputa sobre o programa nuclear iraniano e eliminar as sanções que pesavam sobre o país e foram dezenas as visitas de autoridades de outros países que se aproximaram a Teerã para relançar os laços comerciais e políticos.

Particularmente, foram os europeus os mais interessados em recuperar suas relações com um dos países com as maiores reservas de hidrocarbonetos do mundo e com um dos maiores mercados por explorar do planeta, apesar de também demonstrarem interesse importantes delegações asiáticas, lideradas pela China e Coreia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos