PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Devido à seca, Venezuela inicia racionamento de água em Caracas

01/03/2016 16h17

Caracas, 1 mar (EFE).- A empresa estatal responsável pelo fornecimento de água potável em Caracas, capital da Venezuela, iniciou nesta terça-feira um plano especial de abastecimento que prevê racionamentos de até quatro dias por semana, devido à seca que atinge o país, provocada pelo fenômeno El Niño.

A medida, que afetará os cerca de 3 milhões de habitantes de Caracas, será mais rígida do que a implementada no início de janeiro. O fornecimento irá variar de entre uma região e outra da capital, conforme os níveis dos reservatórios.

O ministro de Ecossocialismo e Águas da Venezuela, Ernesto Paiva, disse que a seca provocada pelo El Niño fez com que os 18 maiores reservatórios do país ficassem em níveis críticos. Por isso, há necessidade de racionar o fornecimento de água e energia.

Shoppings que não possuem sistemas de geração de energia elétrica, por exemplo, precisarão diminuir o consumo.

O ministro da Energia Elétrica, Luis Motta Domínguez, alertou no último dia 19 que, sem uma economia significativa nacional, pode haver um colapso. A Venezuela aumentará em pelo menos mil megawatts a geração de energia em termelétricas para tentar amenizar o impacto da seca na produção.

O principal reservatório do país, o El Guri, está com apenas 25% da capacidade.