PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Dow Jones fecha em alta de 0,40%

07/03/2016 19h15

Nova York, 7 mar (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta segunda-feira em alta de 0,40%, impulsionado pela nova alta dos preços do petróleo no mercado internacional.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 67,18 pontos, para 17.073,95. O seletivo S&P 500 subiu 0,09%, para 2.001,76, e o índice composto da Nasdaq caiu 0,19% e fechou aos 4.717,02 pontos.

Os operadores no pregão nova-iorquino protagonizaram uma sessão volátil na qual muitos olhares ficaram atentos ao preço do petróleo nos mercados internacionais, que impulsionou em alta os setores energético e de matérias-primas.

Na última hora de contratações, o setor tecnológico perdeu fôlego e o índice Nasdaq, onde cotam algumas das maiores empresas tecnológicas do mundo, perdeu os lucros acumulados e terminou em negativo.

A perspectiva de um acordo para congelar a produção ajudou a disparar o preço do petróleo: o barril do Texas atingiu um máximo anual de US$ 37,90 após subir 5,51% em Nova York, e o Brent fechou em Londres em US$ 40,84 após subir 5,47%.

Os investidores também aguardaram a posição de vários dirigentes do Federal Reserve (Fed, banco central americano), uma semana antes da reunião de seu Comitê de Mercado Aberto sobre política monetária que será realizada em 15 e 16 de março,

A governadora do Fed, Lael Brainard, pediu hoje "paciência" diante de uma possível nova alta das taxas de juros, enquanto o vice-presidente do banco central, Stanley Fischer, disse em outro ato que a inflação está dando sintomas de aceleração no país.

Ao fim da jornada, os setores em Wall Street se dividiram entre as altas no de matérias-primas (2,21%), no energético (1,59%) e no industrial (0,30%) e baixas no tecnológico (-0,58%) e no financeiro (-0,07%).

A Chevron (3,12%) liderou os lucros no Dow Jones, seguida por Caterpillar (2,65%), Exxon Mobil (2,62%), Dupont (2,42%), IBM (1,71%), Wal-Mart (1,66%), Boeing (1,51%), Cisco Systems (1,27%), American Express (1,22%) e Merck (1,08%).

As maiores perdas foram protagonizadas por Nike (-3,20%), Visa (-2,65%), Microsoft (-1,92%), Apple (-1,11%), Goldman Sachs (-0,98%), General Electric (-0,59%), Procter & Gamble (-0,47%), Coca-Cola (-0,23%) e JPMORGAN Chase (-0,22%).

No fechamento do pregão, o preço do ouro subia para US$ 1.267,70 a onça, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 1,902%.