PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Bolsa de Londres e de Frankfurt confirmam fusão

16/03/2016 08h29

Londres/Frankfurt, 16 mar (EFE).- A Bolsa de Londres e a alemã Deutsche Börse chegaram nesta quarta-feira a um acordo formal para sua fusão "entre iguais", o que criará um grupo global.

Em comunicado publicado no pregão londrino, a London Stock Exchange (LSE) afirmou que se trata de um acordo estruturado em ações, de modo que os acionistas da LSE receberão 45,6% dos títulos do grupo combinado e os investidores da alemã 54,4%.

O executivo-chefe da LSE, Xavier Rolet, disse que as duas partes estão criando um grupo "líder em infraestruturas para mercados globais".

Os dois grupos, que fornecem suportes para negociação na bolsa, haviam anunciado em fevereiro que estavam conversando sobre a fusão, embora nos últimos dias tenham surgido especulações sobre um possível interesse da Bolsa de Nova York em apresentar uma oferta pela LSE.

As duas empresas conservarão suas sedes, em Londres e Frankfurt, mas também cotarão nos pregões dessas duas cidades europeias.

As duas bolsas indicaram que esta fusão permitirá unir duas grandes cidades: Londres, um dos mais destacados centros financeiros do mundo, e Frankfurt, sede do Banco Central Europeu (BCE), com acesso à maior economia da Europa.

"É a evolução lógica de nossas companhias", disse o executivo-chefe da Deutsche Börse, que acrescentou que criarão um grupo europeu de influência que "concorrerá sobre uma base global".

Por se estruturar só em ações, os acionistas de LSE receberão 0,4421 novos títulos para cada um dos seus e os da Deutsche Börse obterão uma ação para cada uma das suas.

O grupo terá um conselho de administração unitário, composto por um número equitativo de representantes de cada uma das empresas.

O presidente da LSE, Donald Brydon, será o presidente do negócio combinado, e o presidente do conselho supervisor da Deutsche Börse, Joachim Faber, será o vice-presidente.

As duas partes esperam movimentar mais 450 milhões de euros (cerca de R$ 2 bilhões) ao ano, que serão adicionais a qualquer orçamento já planejado pela Bolsa de Londres e pela de Frankfurt.

Deutsche Börse e London Stock Exchange Group estão convencidos que a fusão constitui "uma oportunidade convincente para ambas as empresas de se fortalecerem mutuamente com esta transação e de criar uma oferta europeia líder para uma infraestrutura de mercados global", ressaltou o comunicado.

A união da LSE, fundada em 1801, e da Deutsche Börse, criada em 1992, deve ser aprovada pelas autoridades europeias de defesa da concorrência e pelos acionistas das companhias.

A Deutsche Börse tinha até 22 de março para confirmar se tinha ou não a intenção de fazer uma oferta pela Bolsa de Londres.