PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Obama destaca que economia cubana está "começando a mudar"

21/03/2016 18h47

Havana, 21 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta segunda-feira que a economia cubana está "começando a mudar", ao participar, em Havana, de um fórum com empresários e "cuentapropistas", empreendedores do incidente setor privado de Cuba.

Obama elogiou o "espírito" desses empreendedores e destacou que os EUA "estão prontos" para ajudá-los a "ter sucesso".

"A conclusão é que acreditamos no povo cubano", ressaltou o presidente durante seu discurso no fórum, que também contou com a presença de empresários americanos e representantes de companhias estatais cubanas.

Segundo Obama, como ocorre agora em Cuba, algumas das grandes companhias privadas do EUA "nasceram pequenas, inclusive em garagem". Na avaliação do presidente, para atender às "aspirações" do povo cubano dependerá da consolidação ao setor privado em paralelo à ação do governo, uma tarefa que "não será fácil".

"O empreendimento cresce com força quando há um entorno no qual todo mundo tem a oportunidade de triunfar", destacou Obama.

Além disso, o presidente americano anotou que algumas das medidas tomadas dentro do processo de normalização com Cuba, como o relaxamento de algumas restrições de viagem e a autorização do uso do dólar na ilha, vão beneficiar diretamente os "cuentapropistas".

Desde 2010, as reformas econômicas aplicadas pelo presidente Raúl Castro abriram espaços para a iniciativa privada em Cuba, o que permitiu a proliferação de negócios antes escassos, como restaurantes, cafeterias, hotéis, ginásios, salões de beleza e serviços de tecnologia.

De acordo com números divulgadas pela Casa Branca, essa abertura provocou uma alta dos empregos vinculados ao setor privado no país, passando de cerca de 145 mil em 2009 para 500 mil em 2015.