Facebook abre portas para inteligência artificial no aplicativo "Messenger"

San Francisco, 12 abr (EFE).- O executivo-chefe do Facebook, Mark Zuckerberg, disse nesta terça-feira que os usuários do "Messenger" poderão pedir flores, solicitar notícias e se comunicar com empresas por meio de mensagens que serão respondidas por assistentes virtuais com inteligência artificial dentro do próprio aplicativo.

"Achamos que você deveria enviar mensagens a uma empresa da mesma forma como faz com um amigo", afirmou Zuckerberg durante a conferência anual da empresa, que teve início hoje em San Francisco (EUA) com a presença de cerca de 2 mil desenvolvedores.

Durante sua apresentação, Zuckerberg brincou que para pedir flores ao número "1-800-Flowers" já não será preciso falar com ninguém por telefone.

"Não conheço uma pessoa que goste de falar por telefone com uma empresa ou que tenha que instalar um aplicativo cada vez que quer usar algo. Por isso transformamos o 'Messenger' em um aplicativo para que as empresas se comuniquem com os usuários", explicou o executivo-chefe da rede social.

Esses assistentes virtuais, chamados de "chatbots", são programas interativos alimentados por inteligência artificial que simulam conversas humanas.

Apesar de ainda não serem populares nos EUA e na Europa, os "chatbots" já fazem sucesso em aplicativos de mensagens muito utilizados na Ásia, como o WeChat, através dos quais é possível realizar consultas médicas, compras e transferências de dinheiro.

Os "chatbots" estão melhorando sua capacidade de reproduzir uma conversa humana, embora ainda apresentem um comportamento errático.

A Microsoft, por exemplo, foi obrigada a tirar retirar do Twitter o "chatbot" Tay, depois de a ferramenta ter dado respostas racistas a algumas perguntas dos usuários.

Os assistentes virtuais, no entanto, fazem parte de uma aposta mais ampla do Facebook na inteligência artificial.

Zuckerberg também anunciou que o Facebook Live, serviço de transmissão ao vivo de vídeos da rede social, está a partir de agora aberto aos desenvolvedores que queiram criar novas funções.

No início deste mês, a empresa já tinha anunciado novas formas para criar, compartilhar, descobrir e personalizar os vídeos ao vivo na rede social. Veículos de imprensa e pessoas famosas também estão trabalhando com o Facebook para impulsionar o uso da ferramenta.

O executivo-chefe do Facebook também abordou a realidade virtual, a realidade aumentada e os vídeos em 360 graus em sua apresentação.

"Este ano, quando minha filha Max der seus primeiros passos, espero poder gravá-la em 360 graus para compartilhar isso da maneira mais realista possível", disse Zuckerberg.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos