Bolsas

Câmbio

Mitsubishi também manipulou dados de miniveículos 4x4, diz "NHK"

Tóquio, 26 abr (EFE).- A Mitsubishi Motors, que recentemente se envolveu em uma polêmica ao admitir a manipulação de dados de eficiência de quatro modelos de seus miniveículos, também alterou artificialmente os números das versões 4x4 desses mesmos carros, informou nesta terça-feira a emissora "NHK".

Na semana passada, a companhia admitiu que modificou a pressão do ar dos pneus durante os testes de consumo de combustível de aproximadamente 625 mil unidades vendidas no Japão dos modelos ek Wagon, ek Space, Dayz e Dayz Roox, estes dois últimos vendidos pela marca Nissan.

Como resultado, esses veículos, que também foram testados com um sistema não homologado no Japão desde 2002, foram comercializados sob a falsa garantia de que seu consumo, um dos fatores que os tornariam mais competitivos, era entre 5% e 10% mais eficiente do que é na realidade.

Segundo a informação divulgada hoje pela emissora pública de radiodifusão japonesa, os funcionários da companhia também optaram por substituir determinados dados das versões 4x4 desses modelos por números de veículos com tração dianteira, que são muito mais leves e eficientes.

A Mitsubishi Motors deve apresentar hoje um relatório sobre a manipulação de dados, cujo verdadeiro alcance ainda é desconhecido, ao Ministério de Transporte e Infraestrutura japonês.

Além disso, foi veiculada a informação nos últimos dias de que a Mitsubishi teria utilizado métodos de teste que o Japão não considera válidos desde 2002 em mais de 2 milhões de carros vendidos no arquipélago nos últimos 14 anos.

O escândalo pode comprometer o futuro da companhia devido ao volume de indenizações que ela terá que pagar aos motoristas, à Nissan e, inclusive, ao governo, se for determinado que os modelos afetados não estão de acordo com os padrões ambientais requeridos para os subsídios aplicados aos mesmos.

Este caso contribui para piorar ainda mais a reputação do setor automotivo depois do escândalo de manipulação em massa dos testes de emissões da Volkswagen, que instalou um software em 11 milhões de carros movidos a diesel para que estes reduzissem o volume de gases poluentes emitidos durante os testes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos