Bolsas

Câmbio

Fed mantém taxa de juros e admite desaceleração econômica nos EUA

Washington, 27 abr (EFE).- O Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, decidiu nesta quarta-feira manter a taxa de juros de referência entre 0,25% e 0,5% e informou que o crescimento econômico no país "parece ter desacelerado", ao término de sua reunião de dois dias sobre política monetária.

"As condições do mercado de trabalho melhoraram ainda mais, embora o crescimento na atividade econômica parece ter desacelerado", disse o Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed (Fomc, na sigla em inglês) em comunicado.

Nesta ocasião, o banco central decidiu omitir qualquer menção aos riscos econômicos globais ao justificar sua decisão de não avançar no ajuste monetário. Além disso, a entidade apontou que "a despesa dos consumidores se moderou, embora as receitas efetivas das famílias tenham crescido em um ritmo sólido, e a confiança dos consumidores continue sendo alta"

A votação terminou com nove votos a favor e um voto contra a manutenção da taxa - o de Esther George, presidente do Federal Reserve de Kansas City, que sugeriu uma alta de 0,25%.

A decisão era a esperada pelos mercados, que consideram que a data da possível nova alta dos juros, após a ocorrida em dezembro do ano passado, pode acontecer na reunião de junho do Fed.

O banco central americano reiterou sua intenção de prosseguir com o ajuste monetário de maneira "gradual".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos