Receita da Telefónica no Brasil cai 13% no 1º trimestre

Madri, 29 abr (EFE).- A receita da Telefónica no Brasil caiu 13% no primeiro trimestre deste ano, para 2,431 bilhões de euros, devido à desvalorização do real e a mudanças na legislação.

Em moeda local, o faturamento subiu 0,6%, segundo a empresa, que avalia em 3,3% o aumento do negócio excluindo as mudanças regulatórias.

A operadora administra no Brasil 97,3 milhões de linhas, das quais 73,3 milhões são de celulares, 10,5% menos pelas linhas pré-pagas, que caíram 20,7% e foram parcialmente neutralizadas pelo aumento de 8,1% nas pós-pagas.

As linhas 4G triplicaram em relação há um ano, para 12,5 milhões, por causa do aumento da cobertura para 188 cidades (47% da cobertura populacional).

As linhas de banda larga cresceram 4% para 7,2 milhões, dos quais 54% são de fibra ótica.

As linhas de televisão por assinatura chegaram a 1,8 milhão, 5% mais.

O investimento no período foi de 348 milhões de euros, 11,9% menos, destinada principalmente a impulsionar o crescimento comercial e oferecer uma qualidade diferencial em conectividade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos