Bolsas

Câmbio

Faturamento da Disney nos seis primeiros meses de seu ano fiscal sobe 9%

Nova York, 10 mai (EFE).- A companhia Walt Disney ganhou US$ 5,02 bilhões no primeiro semestre de seu ano fiscal 2016, 17% a mais que no mesmo período do ano anterior, mas seu lucro no segundo trimestre não cumpriu com as previsões.

A empresa californiana precisou que entre outubro e março obteve um lucro líquido por ação de US$ 3,04, 54 centavos a mais que no mesmo período do ano fiscal anterior, quando ganhou US$ 4,77 bilhões.

A Disney faturou no conjunto dos seis primeiros meses de seu ano fiscal um total de US$ 28,2 bilhões, um avanço de 9% com relação aos US$ 25,8 bilhões que ingressou no primeiro semestre do ano precedente.

Quanto aos resultados trimestrais, os que mais atenção receberam dos analistas, a Disney ganhou 2,14 bilhões (US$ 1,30 por ação), 6% a mais que no segundo trimestre do ano anterior, mas abaixo do esperado pelos especialistas.

Entre janeiro e março, o faturamento da companhia alcançou os US$ 12,9 bilhões, o que representa um aumento de 4% se comparado aos US$ 12,46 bilhões no mesmo trimestre do ano fiscal anterior.

"Estamos muito satisfeitos com as contas do segundo trimestre, já que pelo 11° trimestre consecutivo alcançamos um crescimento do lucro líquido por ação ajustado de dois dígitos", disse o presidente e executivo-chefe, Robert Iger.

O principal responsável do gigante do entretenimento destacou em comunicado o bom desempenho que tiveram os últimos filmes de sua divisão de cinema, com recordes de bilheteria "sem precedentes", e a próxima abertura de um parque de atrações em Xangai.

Os ingressos da área de cinema subiram 35% no primeiro semestre, até US$ 4,78 bilhões, e seu resultado operacional melhorou 60% até US$ 1,55 bilhão, enquanto no segundo trimestre faturou 22% a mais, até US$ 2,06 bilhões.

O faturamento da área de estúdios de televisão aumentou 4% no primeiro semestre até US$ 12,12 bilhões e seu resultado operacional subiu 3% até US$ 3,71 bilhões, e no segundo trimestre seus ingressos se mantiveram praticamente iguais em US$ 5,79 bilhões.

Quanto à divisão de parques de atrações e hotelaria, os ingressos cresceram entre outubro e março 7%, até US$ 8,20 bilhões, e seus resultados operacionais foram 17% maiores e se situaram em US$ 1,60 bilhão.

Finalmente, os resultados operacionais de sua divisão de produtos de consumo e sua unidade interativa subiram no semestre 12%, até US$ 1,12 bilhão, mas no segundo trimestre caíram 8%, até US$ 357 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos