Bolsas

Câmbio

China afirma que mudanças políticas na América Latina não quebrarão os laços

Pequim, 19 mai (EFE).- O ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, garantiu nesta quinta-feira que as mudanças políticas e as crises econômicas vividas por vários países latino-americanos nos passados meses não alterarão as relações comerciais e de cooperação entre essa região e o gigante asiático.

"Devido aos efeitos nos preços das matérias-primas, houve uma certa diminuição na troca comercial nos setores tradicionais entre China e a região, mas estão se desenvolvendo rapidamente cooperações em matéria de investimento, finanças, capacidade produtiva e infraestrutura", ressaltou Wang.

O chanceler destacou a manutenção desses laços após um encontro hoje com sua colega da Argentina, Susana Malcorra, cujo país viveu essa mudança de sinal político com frequência relacionado com dificuldades econômicas pela redução dos preços do petróleo e outras matérias-primas.

"Através de reformas e de unidade nesses países, estas dificuldades são temporárias e seu futuro de desenvolvimento continua sendo promissor", disse o chanceler chinês, que afirmou que continua existindo "alta complementaridade econômica" entre América Latina e a segunda economia mundial.

"As políticas da China para intensificar a cooperação com essa região seguem inalteradas" em prol de conseguir desenvolvimento para ambas as partes, afirmou Wang.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos