Morre em Nova York o veterano jornalista Morley Safer

Nova York, 19 mai (EFE).- O veterano correspondente do programa americano "60 Minutes", Morley Safer, morreu nesta quinta-feira em Nova York, poucos dias após ter se aposentado, informou a emissora "CBS", na qual trabalhava desde 1964.

Safer, que tinha 84 anos, ganhou reconhecimento por sua cobertura da Guerra do Vietnã e se transformou ao longo de seus 46 anos com a "CBS" em um dos mais respeitados jornalistas dos Estados Unidos.

Seu trabalho na televisão começou há seis décadas como correspondente para a "Canadian Broadcasting Corporation" ("CBC"), após o que Safer, que nasceu em Toronto (Canadá), foi contratado pela "CBS".

A emissora o designou então chefe da delegação em Londres, cobrindo Europa, Oriente Médio e África. Em 1965 foi o responsável por abrir a delegação da "CBS" em Saigon.

Em 1970 Safer, que conquistou 12 Emmys, entre outros prêmios, começou como correspondente do "60 Minutes", e trabalhou até a semana passada, quando se aposentou, após o que o programa lhe fez uma homenagem no domingo passado.

Sua última reportagem, um perfil do arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, foi transmitida em março, lembrou em comunicado a empresa.

"Foi um brilhante escritor e audaz entrevistador. Simplesmente tornou o jornalismo melhor", disse o presidente do New York Press Club, Steve Scott, citado no comunicado, no qual também lembrou que em 1965 Safer foi nomeado Cavalheiro da Ordem das Artes e Letras pelo governo francês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos