Bolsas

Câmbio

Yellen vê "provável" alta dos juros "nos próximos meses" nos EUA

Washington, 27 mai (EFE).- A presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, informou nesta sexta-feira que se a economia dos Estados Unidos continuar a dar sinais de recuperação, "provavelmente seja apropriado" elevar as taxas de juros "nos próximos meses", embora tenha ressaltado o problema do baixo crescimento da produtividade.

"Provavelmente seja apropriado um movimento como esse (de alta dos juros) nos próximos meses", disse Yellen em uma conferência na Universidade de Harvard, sobre o ritmo do ajuste monetário nos EUA.

Ainda segundo a presidente do banco central dos EUA, se a economia americana continuar sua ascensão, será conveniente que o Fed "aumente gradual e prudentemente as taxas de juros".

Yellen ressaltou os progressos econômicos após a aguda crise financeira de 2008-09 e reconheceu que os Estados Unidos estão "perto do pleno emprego". O índice de desemprego sobre população ativa fechou abril em 5%, o menor nível desde 2008.

No entanto, a presidente do banco central americano expressou sua preocupação com o crescimento da produtividade nos EUA, classificando-o de "deprimido".

Os juros de referência estão atualmente entre 0,25% e 0,5%, depois da alta de 25 pontos básicos de dezembro do ano passado, a primeira em quase uma década no país.

Em um primeiro momento, o banco central tinha estimado até quatro ajustes em 2016, mas a incerteza global reduziu as expectativas para no máximo dois.

O Fed realizará uma nova reunião de política monetária nos dias 14 e 15 de junho, e na qual é possível que aconteça a segunda elevação dos juros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos