Bolsas

Câmbio

Embarcação que inaugurará Canal ampliado é revisada pela polícia panamenha

Panamá, 25 jun (EFE).- A embarcação chinesa Cosco Shipping Panamá, que no domingo fará a passagem inaugural de ampliação do Canal do Panamá, foi submetido neste sábado a uma inspeção por parte das forças de segurança panamenhas.

O Serviço Nacional Aeronaval (SENAN) publicou no sábado em sua conta no Twitter fotos do "percurso e inspeção do Cosco Shipping" por parte da unidade canina e de agentes da força de tarefa conjunta do país.

"Patrulheira P-209 também custodia a embarcação Cosco Shipping que ingressará por eclusas de embarque de Água Clara/Colón #SomosElCanal", acrescentou o SENAN em outra mensagem do Twitter.

O navio, que chegou ao Panamá procedente da Grécia e tem como destino final a Coreia do Sul, mede 48,25 metros de altura e 299,98 metros de comprimento e conta com capacidade para transportar até 9,4 mil contêineres.

Essa embarcação realizará amanhã o trânsito inaugural da ampliação do Canal do Panamá, e sua passagem pelas novas eclusas de embarque de Água Clara (Atlântico) e Cocolí (Pacífico), será presenciada por pelo menos uma dezena de governantes, convidados especiais e 20 mil espectadores.

O Cosco Shipping Panamá pagará cerca de US$ 586 mil de pedágio por transitar pelas novas eclusas de embarque, disseram hoje à Agência Efe fontes da via interoceânica.

O custo global da ampliação chega já a US$ 5,45 bilhões, acima dos US$ 5,25 bilhões orçados em início, devido ao pagamento de ajustes previstos no contrato e de exigências econômicas dos diversos empreiteiros da obra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos