Bolsas

Câmbio

Temer destaca papel do agronegócio e pede reunificação nacional por empregos

São Paulo, 4 jul (EFE).- O presidente interino, Michel Temer, destacou nesta segunda-feira o papel da agronegócio no desenvolvimento do país e pediu uma "reunificação nacional" para garantir os empregos no setor e em toda a indústria.

"Para recuperar o emprego, é necessário que a indústria e a agroindústria cresçam, que o comércio também cresça", disse Temer na abertura do Global Agribusiness Forum 2016, congresso do setor que reúne autoridades, empresários e especialistas em São Paulo.

Em sua primeira visita oficial ao estado natal desde que assumiu a presidência de forma interina, Temer afirmou que o país precisa de uma "pacificação nacional, de uma reunificação nacional, com a interação entre o empresariado e os trabalhadores, que é o primeiro programa social que deve ser levado adiante".

"O primeiro dos direitos sociais é o direito ao emprego e é claro que nós, um país economicamente de muitas caras, temos ricos, classe média, pobres e extrema pobreza", disse o presidente em exercício, em referência à manutenção de programas e subsídios sociais.

Apesar de apostar na sequência de programas como Bolsa Família, que recebeu um reajuste na semana passada, Minha Casa Minha Vida e outros, Temer reiterou que nada é mais indigno para uma pessoa do que o desemprego.

Em seu discurso, Temer ressaltou o papel da agricultura. o único setor que obteve resultados positivos para a economia em 2015, impedindo que a retração de 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB) fosse ainda maior.

"Posso dizer, sem medo de errar, que devo minha posição hoje de Presidente da República em exercício à agricultura brasileira, que permitiu a meus pais, imigrantes libaneses, poder se estabelecer na cidade de Tietê, no interior do estado de São Paulo, e dar educação superior aos seus filhos", lembrou Temer.

O presidente interino indicou, por outro lado, que após agosto viajará para vários países para incentivar investimentos estrangeiros no Brasil.

"Confesso que assumi o Brasil em um momento difícil. Todos sabem quantas dificuldades estamos enfrentando, mas Deus nos ajudou e montamos uma equipe econômica que acredito que não se via no Brasil há muito tempo. Além disso, temos agora um ministro da Agricultura aclamado por todos", afirmou.

Na abertura do Global Agribusiness, Temer recebeu um manifesto de apoio assinado por representantes de 46 entidades do agronegócio nacional. Participaram do fórum junto com Temer os ministros de Relações Exteriores, José Serra; de Agricultura, Blairo Maggi; e de Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira.

Nos arredores do hotel em que o evento era realizado, manifestantes com caras pintadas e cartazes protestaram contra Temer e pediram o retorno da presidente afastada Dilma Rousseff ao poder. EFE

on-wgm/lvl

(foto) (vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos