Bolsas

Câmbio

Banco Lloyd's anuncia corte de 3 mil empregos e fechamento de 200 agências

Londres, 28 jul (EFE).- O banco britânico Lloyd's Banking Group informou nesta quinta-feira que vai cortar 3 mil empregos e fechará 200 agências até o final de 2017, apesar de ter duplicado seu lucro líquido no primeiro semestre de 2016 em relação ao ano anterior até 2,206 bilhões de euros.

Em um comunicado à Bolsa de Londres, o grupo bancário admitiu que a incerteza decorrente do voto a favor do "Brexit", a saída britânica da União Europeia (UE), no referendo do dia 23 de junho, por isso considera que o impacto no banco dependerá do "resultado econômico e político" dessa decisão.

As demissões estão relacionadas com o esperado corte das taxas de juros, atualmente no nível histórico de 0,5%, que já antecipou o Banco da Inglaterra, decisão que pode ser tomada no mês de agosto para enfrentar o impacto do "Brexit".

O Lloyd's, cujo 9% está em mãos do Estado britânico, tem como plano umas economias estimadas em 1,663 bilhão de euros para o final do próximo ano.

A renda total do banco caiu 1% até 10,543 bilhões de euros na primeira metade do ano em relação ao mesmo período de 2015.

Segundo o grupo, o lucro antes de impostos se situou no semestre em 2,915 bilhões de euros, uma subida de 106% no mesmo período de 2015.

Em seu comunicado, o banco admitiu que é "prematuro" determinar o impacto que terá o resultado do referendo e que, embora a empresa esteja capitalizada, é possível que "geração de capital pode ser um pouco menor nos próximos anos".

Uma vez concretizados os cortes no final do próximo ano, o número total de demissões desde 2014, chegará a 12 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos