Topo

Três camponesas morrem em vinhedos dos EUA supostamente por insolação

30/07/2016 03h03

Washington, 29 jul (EFE).- O sindicato União dos Trabalhadores Rurais (UFW, sigla em inglês), dos Estados Unidos, que agrupa em sua maioria a camponeses latinos e mexicanos, denunciou na sexta-feira a morte de três mulheres em vinhedos do estado da Califórnia, supostamente por insolação.

De acordo com UFW, as mortes aconteceram na terça e quarta-feira em vinhedos de Delano, Arvin e McFarland, todos na região central da Califórnia.

No caso de Arvin, a camponesa sentiu um enjoo e buscou uma sombra para descansar, mas acabou morrendo.

Já em McFarland, a mulher desmaiou e morreu enquanto aguardava a ambulância, que segundo o UFW, demorou mais de uma hora em chegar.

O UFW liderou a famosa "greve da uva de Delano" que durou cinco anos (1965-1970), paralisou parte dos vinhedos californianos e que terminou com importantes melhoras das condições trabalhistas dos camponeses.

Mais Economia