Bolsas

Câmbio

Em relatório, Odebrecht Peru diz ter beneficiado 19.000 pessoas no país

Lima, 28 set (EFE).- A empresa Odebrecht Peru apresentou seu primeiro Relatório de Sustentabilidade que, segundo informou nesta quarta-feira à Agência Efe, permitiu determinar que em 2015 implementou programas de desenvolvimento que beneficiaram mais de 19.000 peruanos e consolidou projetos no setor de engenharia e construção.

A empresa afirmou que o relatório foi elaborado seguindo os princípios da Global Reporting Initiative (GRI) e buscou sistematizar os resultados econômicos, sociais e ambientais sob uma metodologia internacional credenciada por terceiros.

"No transcurso de 2015 implementamos programas de desenvolvimento que beneficiaram mais de 19.000 peruanos, nossa gestão ambiental conseguiu reciclar 22% dos resíduos gerados e cerca de 8.000 integrantes possibilitaram que nossas operações recebam certificações por boas práticas corporativas e trabalhistas", disse o diretor superintendente da Odebrecht Peru, Ricardo Boleira.

Boleira acrescentou que esses resultados, "além de responder aos objetivos empresariais, estão alinhados à agenda global e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pelas Nações Unidas".

No aspecto econômico, durante 2015 as operações de nove projetos e três concessões de irrigação alcançaram vendas no valor de US$ 727 milhões, que geraram uma cadeia de valor que envolveu 14.219 micros, pequenas, médias e grandes empresas, e criaram mais de 8.000 empregos diretos, indicou a empresa.

A gestão ambiental também permitiu ações de resgate e conservação da biodiversidade, nas quais participaram entidades estatais, universidades, consultoras especialistas e a comunidade.

A Odebrecht Peru destacou, além disso, o impulso de programas como "Somos-Um Gol para a Vida", dirigido a estudantes, e "Crer", que oferece formação técnica superior, assim como de iniciativas corporativas como o "Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável" e o programa "Construindo Igualdade".

A gerente de responsabilidade socioambiental da empresa, Mickelly Cuba, comentou que a metodologia de trabalho usada para elaborar o relatório de sustentabilidade é um exercício de transparência da empresa.

"O modelo adotado evidencia os resultados econômicos, áreas de atuação em matéria de sustentabilidade e mecanismos de controle como o Código de Conduta e a Linha de Ética (canal de denúncia). Desta forma se fortalece a comunicação com nossos integrantes e demais grupos de interesse", ressaltou.

A Odebrecht, que está presente no Peru há 37 anos, acrescentou que a Global Reporting Initiative é uma organização criada em 1997 que aplica uma metodologia que recopila informação interna da companhia em matéria econômica, social, ética e ambiental e, de maneira adicional, inclui a opinião e as expectativas dos grupos de interesse da empresa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos