Bolsas

Câmbio

Nazarbayev convida Rússia a participar do projeto de privatizações

Astana, 4 out (EFE).- O presidente cazaque, Nursultan Nazarbayev, convidou nesta terça-feira as empresas russas a participar do projeto de privatização do país centro-asiático, que procura reduzir a presença do Estado em até 15% da economia nacional.

"Cerca de 800 empresas de propriedade estatal, com um valor de US$ 10 bilhões, serão passadas ao entorno competitivo. As vendas serão realizadas de diferentes maneiras, desde um simples leilão até a venda direta a investidores estratégicos. Acredito que as empresas russas participarão ativamente", disse Nazarbayev durante o XIII Fórum de Cooperação Inter-regional do Cazaquistão e Rússia.

O líder cazaque também encorajou as empresas russas a participarem do trabalho do Centro Financeiro Internacional de Astana.

"O Centro Financeiro Internacional de Astana começará a trabalhar em 1º de janeiro de 2018. Este centro estará situado no território no qual hoje está a Expo-2017", acrescentou Nazarbayev.

O líder cazaque afirmou que o centro financeiro da capital proporcionará notáveis benefícios aos investidores graças à libertação do pagamento do Imposto sobre Sociedades e dos impostos sobre a renda, a terra e a propriedade.

"O centro financeiro terá um regime simplificado de visto e trabalho. Convidamos as empresas russas a tomar parte ativa no trabalho do Centro Financeiro", sustentou Nazarbayev.

Além disso, o presidente cazaque propôs a seu colega russo, Vladimir Putin, transformar a estratégica localização geográfica de ambos países em benefícios, através do desenvolvimento conjunto do sistema de transportes e logística.

"A indústria do transporte deve ser um dos pilares do desenvolvimento econômico", afirmou Nazarbayev, que lembrou que só 0,1% dos transportes comerciais entre Ásia e Europa passam pela Rússia e Cazaquistão.

O líder russo afirmou durante o fórum que seu país continuará se esforçando para restabelecer o comércio no caminho do crescimento e do desenvolvimento sustentável com a ajuda da comunidade empresarial de ambas nações.

"Para a Rússia, o Cazaquistão é um parceiro estratégico e um aliado. Nossa cooperação é completa e cresce de maneira constante em todas as direções", disse Putin.

De acordo com o presidente russo, 6 mil empresas, que cooperam em praticamente todos os setores da economia, se criaram de maneira conjunta entre os países.

"No ano passado, o Cazaquistão foi visitado por cerca de 150 delegações de empresas russas .O Cazaquistão é o segundo parceiro comercial da Rússia entre os países das Comunidade dos Estados Independentes", indicou Putin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos