Bolsas

Câmbio

Ford fecha suas fábricas na Austrália após 90 anos no país

Sydney (Austrália), 7 out (EFE).- A montadora Ford fecha nesta sexta-feira suas unidades de produção de carros na Austrália, terminando assim mais de 90 anos de operações na indústria automotiva do país.

Cerca de 600 trabalhadores perderão seus empregos com o fechamento das fábricas de Broadmeadows e Geelong, no sul da Austrália.

O diretor-executivo da Ford Austrália, Graeme Whickman, afirmou que a empresa seguirá operando em outros campos e que em 2018 espera contratar 1,5 mil profissionais altamente qualificados como engenheiros e designers, de acordo com a emissora "ABC".

A Ford projeta na Austrália seus modelos Everest e Ranger, embora sejam montados em outros países.

Um Falcon azul, cuja imagem foi compartilhada nas redes sociais, foi o último carro fabricado na Austrália pela Ford, o primeiro dos três grandes construtores que fecha suas portas no país.

A Ford anunciou em 2013 que encerraria sua produção, seguida pela Holden (filial da General Motors) e Toyota, que fecharão suas fábricas na Austrália em 2017.

O ministro das Finanças, Mathias Cormann, disse em entrevista para a emissora "Sky News" que o governo, através de seu plano para desenvolver a indústria militar, buscará ajudar os trabalhadores afetados em "fazer uma transição para novos empregos".

Desde a abertura da primeira fábrica de montagem da Ford na Austrália, em 1925, chegaram 11 grandes fabricantes ao país, entre eles a Renault, Chrysler, Volkswagen e Nissan, até que a queda de vendas ou os custos de produção provocaram a saída gradual de todas elas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos