Bolsas

Câmbio

Canadá anuncia que deixará de utilizar carvão para eletricidade em 2030

Toronto (Canadá), 21 nov (EFE).- O governo canadense anunciou nesta segunda-feira que deixará de utilizar o carvão para produzir eletricidade em 2030 e que quer até lá ter 90% da sua capacidade de geração de eletricidade com fontes que não causem o efeito estufa.

Ao anunciar a medida, a ministra do Meio Ambiente do Canadá, Catherine McKenna, afirmou em entrevista coletiva que "a eliminação de carvão tradicional da mistura energética e sua substituição com tecnologias mais limpas, reduzirá de forma significativa" as emissões canadenses.

Catherine disse que a medida permitirá a redução das emissões em mais de 5 megatoneladas, o que equivale à eliminação de 1,3 milhão de automóveis.

Ao todo, 11% da energia elétrica gerada atualmente no Canadá é produzida por usinas de carvão, que são responsáveis por mais de 70% das emissões de gases causadores do efeito estufa do setor de geração de eletricidade e de 8% do total das emissões do país. O setor elétrico afirma que 83% da energia gerada no país não emite esses nocivos gases.

O governo canadense anunciou que a eliminação das usinas de carvão será apoiada com verba do Canadian Infrastructure Bank, recém-criado pelo governo em Ottawa, mas o plano foi rejeitado hoje por uma das quatro províncias do país que ainda utilizam o carvão como base.

O primeiro-ministro da província de Saskatchewan, o conservador Brad Wall, disse que irá se opor a qualquer "tentativa de implantar um imposto ao carvão" na província.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos