Bolsas

Câmbio

Agricultor peruano vai à Alemanha denunciar empresa por mudança climática

Berlim, 24 nov (EFE).- Saul Lliuya, um agricultor peruano de 36 anos, se apresenta nesta quinta-feira no Tribunal de Essen, na Alemanha, para reivindicar uma compensação à empresa de energia elétrica RWE, uma das maiores da Europa, porque suas centrais térmicas estão contribuindo para derreter a geleira que existe perto de sua casa e colocando em risco sua subsistência.

Morador de Huaraz, ele abriu um processo contra a RWE, corresponsável pela mudança climática em nível mundial, em sua opinião. Segundo ele, o aquecimento global está derretendo a geleira da cidade e elevando tanto o nível do lago adjacente que existe o medo de que ele transborde e inunde o município com consequências humanas e materiais catastróficas.

"É uma bomba-relógio", disse à imprensa alemã sua advogada, Roda Verheyen.

O peruano pede à empresa que assuma sua parte da responsabilidade e exige 17 mil euros (R$ 61 mil) em medidas preventivas para sua comunidade ou pelo menos 6.300 euros (R$ 22 mil), valor que custou a ele construir um segundo andar para a casa para se proteger no caso de inundação.

Através de um porta-voz, a RWE tachou de injustificada a denúncia e ressaltou que nos anos 90 a Corte Suprema e o Tribunal Constitucional da Alemanha já negaram a possibilidade de denunciar empresas energéticas específicas pela poluição atmosférica genérica. Segundo a companhia, a mudança climática é um problema global que deve ser resolvido em escala internacional e ela cumpre todas as leis europeias e investe bilhões em tecnologias menos poluentes e energias renováveis.

O camponês, em contrapartida, conta com o apoio técnico e suporte financeiro de duas fundações alemãs.

Em 2015, a RWE perdeu 170 milhões de euros (R$ 612 milhões), depois de ter obtido lucro de 1,70 bilhão (R$ 6 bilhões) no ano anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos